quinta-feira, janeiro 05, 2017

O vento na ilha - Pablo Neruda

Vento é um cavalo: 
ouve como ele corre
pelo mar, pelo céu.

Quer me levar: escuta
como ele corre o mundo para levar-me longe.

Esconde-me em teus braços 
por esta noite erma, 
enquanto a chuva rompe 
contra o mar e a terra 
sua boca inumerável. 

Escuta como o vento 
me chama galopando 
para levar-me longe. 

Como tua fronte na minha, 
tua boca em minha boca, 
atados nossos corpos 
ao amor que nos queima, 
deixa que o vento passe 
sem que possa levar-me. 

Deixa que o vento corra 
coroado de espuma, 
que me chame e me busque 
galopando na sombra, 
enquanto eu, protegido 
sob teus grandes olhos, 
por esta noite só 
descansarei, meu amor. 

Pablo Neruda

2 comentários:

Daniela disse...

Pablo Neruda, poeta chileno, diplomata, estudou pedagogia e francês! Poeta que fala de amor, política, do social!
Assisti o filme "O Poeta e o Carteiro", belo filme que é uma ficção que retrata um pouco sobre a sua vida!
Para Pablo Neruda, qualquer pessoa pode apreciar uma poesia, independente de ser analfabeta ou não! Intenso ao falar do amor.
Bela postagem, Prince! Beijos


Camila Ferreiro disse...

Ouvi uma frase ainda criança: deixe quem você ama livre. Se for seu, voltará. Se não voltar, nunca foi seu.
Deixa sentir o vento, deixa ir, deixa o vento levar...