quinta-feira, setembro 01, 2011

Canção do dia de sempre - Mario Quintana

Tão bom viver dia a dia…
A vida assim, jamais cansa…

Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu…

E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência… esperança…

E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.

Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.

Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!

E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas…

Um comentário:

Anônimo disse...

Olá eu amo poesias e essas de Mário Quintana são simplesmente maravilhosa,toca profundo o meu coração que está sensível e apaixonado.Não sou Mário Quintana mais gostaria de por minha poesia aqui.Estar contigo talvez seja um sonho que não vou querer acordar.Dormiria a eternidade se fosse preciso,só para estar ao teu lado,juntinho de ti,em teus braços.Para sentir teu coração batendo em meu peito,e uma vontade irresistível e louca de ti beijar.Sentir tua boca tocando a minha as tuas mãos descendo devagarinho por minhas costas e sentir os meus braços envoltos em teus ombros.Um ombro amigo no qual eu posso confiar.