domingo, outubro 09, 2016

O que realmente IMPORTA? - Prince Cristal

Essa é uma estória especial e antiga. Nos traz uma reflexão sobre uma opção de vida que na maioria das vezes negligenciamos. O que vou recontar aqui se trata apenas de uma versão com as nuances de minha lembrança e imaginação do conto que li a muitos anos atrás quando criança.

Não se trata de uma cópia.
Apenas do que realmente importa...
Existia um reino muito, muito longe nos confins da China antiga. Lá reinava um homem muito sábio e querido pelo seu povo. Já velho, veio a falecer. Assumiu o trono seu filho. Homem de personalidade forte e egoísta, o novo rei Qin.
O tempo passou e ele percebeu que tinha o poder, a vida e a morte daquelas pessoas em suas mãos, era temido! porém não tinha o amor, nem a admiração do seu povo. Isto o amargurava e o deixava muito triste, principalmente porque ele naturalmente se comparava ao seu pai.

O tempo passou e aquela situação se acomodou como um pântano após uma tempestade. Ficaram marcas, mas elas já não eram percebidas.

Aquele jovem príncipe tornara-se um rei doente e sozinho. Locomovia-se com dificuldade. Buscava uma cura ou um lenitivo que pudesse tornar sua vida mais fácil e prazerosa. Trazia curandeiros e especialistas de todos os confins. Tinha muita riqueza. Tinha pouco amor. Tinha muito luxo. Tinha pouca esperança.


Muitos vieram na tentativa de ajudá-lo. Nada conseguiam, Até que um dia, um forasteiro o procurou e disse que a muitas montanhas dali, a muitas luas de viagem ele iria encontrar um eremita, um sábio que poderia ajudá-lo.


Como não tinha conseguido nenhum sucesso com os seus, resolveu arriscar, montou uma caravana e viajaram por longos dias atravessando o deserto de Gobi e as montanhas do Himalaia.


Chegando ao local indicado, o rei cansado e doente veio ter um encontro com o eremita que fazia sua refeição e o convidara a compartilhar. Comia um pedaço de carne de ovelha assada. O rei Qin assustado, perguntou:


- Mestre, estou admirado ao vê-lo comendo carne. Sábios não se alimentam apenas de raízes e folhas?


- Meu filho, todo o mal é o que sai pela boca do homem.



Contenta-te com o que te é oferecido por Deus e pelos seus.

Envergonhado, sentou-se a mesa e serviu-se junto ao sábio. Conversaram demoradamente sobre suas angústias. 

Acabava de conhecer o mestre Lao.

Passados 2 dias, o rei Qin estava ansioso por conseguir uma cura miraculosa, um chá, uma erva poderosa, mas o sábio apenas disse que a sua cura estava condicionada e ele responder corretamente a 3 perguntas que o faria, caso acertasse teria encontrado a cura.

O rei Qin, obcecado por conseguir esta cura, reuniu todos os seus assessores e encontrou-se com o sábio Lao. Então o sábio disse:


- Meu filho não tente encontrar as respostas. As respostas o encontrarão, mas somente a meditação e o autoconhecimento farão com que isto aconteça. Depois que tiver as 3 perguntas, parta de volta a seu reino. Se algum dia tiver a certeza que as respostas encontraram você, retorne para celebramos juntos.


- Mestre, viajei muitas luas para receber esta cura? Estais zombando de mim? Não posso acreditar que atravessei desertos e montanhas para isto.


E o mestre disse:


As perguntas são:
- Qual o momento mais importante de sua vida?
- Qual a pessoa mais importante de sua vida?
- Qual a coisa mais importante a ser feita na sua vida?

Após passar as 3 perguntas o mestre desapareceu entre as árvores e não foi mais encontrado.


Desesperado e sentindo-se enganado, o rei Qin partiu com raiva. Mas algo fora plantado na sua mente que não conseguia deixar de pensar.


Que diabos era esta coisa do mais importante? Seria fácil responder ali mesmo! Além do mais havia trazido consigo alguns dos seus melhores assessores e conselheiros.


Voltou ao seu reino e começou a perceber a importância de outras coisas que nunca houvera prestado atenção. Coisas pequenas, pessoas distantes.


Muito tempo passou e o rei Qin se voltou para ajudar o seu povo. Espelhava-se mais na memória do seu querido pai.


Depois de anos sua doença já não era algo que o perturbava, mas não conseguia esquecer o sábio Lao e suas 3 perguntas... algum dia, uma luz caíra sobre ele e entendeu que as respostas o haviam encontrado...


Voltou ao encontro do Mestre Lao, numa viagem muito mais prazerosa...


Ao reencontrá-lo, o mestre o recebeu sorrindo .


- Esperava que retornasse muito antes.


O rei Qin respondeu,


- Mestre, o importante é que realmente me curei e minha vida mudou.


- Então, qual o momento mais importante de sua vida?


- O aqui, o agora, este exato momento!Falou no momento exato que lágrimas rolavam no seu rosto. E continuou ...


- O agora é o mais importante, pois é como cada lágrima que cai dos meus olhos, nunca mais irão voltar a eles e voltar a cair.


O mestre Lao sorrindo assentiu e pediu que continuasse.


- A pessoa mais importante é aquela que esta no meu momento mais importante. Portanto aqui e agora é você mestre. Devemos ter sempre em mente que as pessoas que nos cercam são as mais importantes.


O mestre Lao muito feliz disse:


- Quando chegou aqui, cheguei a duvidar que atingisse tal conhecimento, mas talvez não consiga acertar a terceira. Disse emocionado.


O rei continuou ...


- A coisa mais importante a fazer é trazer mais alegria, felicidade, paz e amor para a pessoa mais importante de sua vida. Acredito que estando aqui e agora, estou me transformando e trazendo de volta a ti os frutos das sementes que me entregou.


Abraçados, seguiram juntos e foram festejar aquele momento especial que nunca mais seria esquecido...



3 comentários:

Karina disse...

Texto maravilhoso!
Me emocionou!

Daniela disse...

Esse texto me fez refletir que todas as respostas estão dentro de nós! Amei!

Daniela disse...

Você tem uma sensibilidade muito bonita em suas palavras! Amei!