sábado, janeiro 07, 2017

Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades - Camões

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, 
Muda-se o ser, muda-se a confiança: 
Todo o mundo é composto de mudança, 
Tomando sempre novas qualidades. 

Continuamente vemos novidades, 
Diferentes em tudo da esperança: 
Do mal ficam as mágoas na lembrança, 
E do bem (se algum houve) as saudades. 

O tempo cobre o chão de verde manto, 
Que já coberto foi de neve fria, 
E em mim converte em choro o doce canto. 

E afora este mudar-se cada dia, 
Outra mudança faz de mor espanto, 
Que não se muda já como soía. 

Luís Vaz de Camões, in "Sonetos"

3 comentários:

Rita de Cássia disse...

Adorei a imagem que é a cara da linda poesia de Camões! Parabéns pelo blog! Nota 10.

Cris disse...

Parabéns pelas escolhas poéticas e pelas imagens.
Quero ver mais suas poesias
O visual está lindo.

Daniela disse...

Jamais esquecerei Camões que tanto minha professora se encantava ao falar. Camões de "Os Lusiadas", do classicismo português. Quantos poemas seu li em meu tempo de escola. E agora, Prince você é o responsável pela nostalgia que estou sentindo. Obrigada pela inspiração que eu tenho ao "viajar" em seu blog! Perfeita a imagem sobre o poema. Beijos